sábado, 6 de março de 2010

E ai?

Eu estive retendo 'isso' entre os dedos, afim de preservar o sentimento, me vi desesperada ao ver tudo indo ralo abaixo, era o leite derramado, e agora o que fazer? Digo que cansei de chorar pelo que se perdeu, e ao que restou desejo sorte, pois ainda que o tempo passe, que dele machuque mais o pensar, vejo o lado bom da coisa. Tenho um coração novo em folha.
Sou enfim a mistura dos lugares por onde passei e das pessoas que conquistei, sinto-me confortada com tamanho sentimento no peito que resiste distância e perda de memória, se tu perdestes a tua, problema teu, ainda sim tens meu apreço.

5 comentários:

Marii Magalhães disse...

ah.. eu gostei..queria um coração novo, vida nova, tudo novo..tendo ainda só o passado útil.. mas infelizmente.. não é bem assim..

Projeto Reticere disse...

é agora velha frasezinha do drummond... "tão bom morrer de amor e continuar vivendo..."...

Gleuber Militani
Projeto Reticere

Salve Jorge disse...

Entre o aqui e o ali
Vão se os dedos
Ficam os anéis
Pois se cedo
Havia medo
Agora bem sabem os pés
Que sendo tudo que és
Logo voa...

Márjole Coletro disse...

Assim se conquista a verdadeira liberdade. Quando não há nada a perder...

http://trupedatragedia.blogspot.com/

Junkie Careta disse...

Espero que vc consiga segurar sua sábia decisão por muito tempo baby. é preciso ter sangue nas veias.Crescer é mesmo uma coisa assustadora.


De qualquer modo,vim aqui tb pra te falar da volta do blog Junkie Careta, onde vc passou há um tempo atrás. Seu amigo retorna com o blog e te convida para dar uma checada quando tiver um tempinho e deixar o seu comentário inteligente. No post, falo sobre o ser mais maravilhoso da face da terra, segundo uma famosa publicação Inglesa e também endossada por esse anônimo blogueiro anônimo e metido a colunista cultural.

Grande abraço